É hora de ouvi-los

Consulta a comunidades indígenas e tradicionais sobre obras que podem mudar as suas vidas é uma promessa que nunca saiu do papel

Eles esperam há dez anos pela consulta

Brasil assinou a Convenção 169, que prevê a consulta prévia, no começo da última década, mas o mecanismo nunca foi aplicado

Sem voz no Legislativo

Indígenas não são ouvidos no Congresso e em assembleias. Enquanto isso, leis que os prejudicam são aprovadas sem entraves

Um passeio pela Guanabara

Com as Olimpíadas, o mundo descobriu a poluição das águas cariocas, mas ainda não enxerga os maiores interessados em salvá-las: os pescadores locais

O que a Colômbia pode nos ensinar?

O país vizinho já realiza consultas sistemáticas a comunidades indígenas e afro, chegando a mais de mil num único ano

O Quilombo parou um porto

Saiba como quilombolas paraenses conseguiram na Justiça o direito de serem ouvidos.
Leia a reportagem

ARTIGOS

O mais básico e intuitivo dos direitos

Com o rico exemplo dos povos do Tapajós, Rodrigo Oliveira argumenta sobre a importância da consulta às populações indígenas e tribais

Outras visões de desenvolvimento e progresso

É hora de prestarmos atenção em outros modos de vida, que não podem mais ser banidos do debate público. Por Deborah Duprat

Esta publicação foi realizada pela Repórter Brasil com o apoio da Fundação Rosa Luxemburgo com fundos do Ministério Federal para a Cooperação Econômica e de Desenvolvimento da Alemanha (BMZ).

rosa

Somente alguns direitos reservados. Esta obra possui a licença Creative Commons de “Atribuição + Uso não comercial + Não a obras derivadas” (BY-NC-ND) (saiba mais aqui)