Governo força indígenas a deixarem aldeias para receber auxílio e acelera propagação do coronavírus no AM

Sem alternativas para receber os R$ 600, indígenas são obrigados a ir até as cidades e, na volta, carregam o vírus para as aldeias. Enquanto famílias inteiras são infectadas em regiões sem UTI, os que chegam aos hospitais têm negada sua origem indígena e são registrados como ‘pardos’