Nespresso e Starbucks compraram café de fazenda flagrada com trabalho escravo

Após divulgação da “lista suja” do trabalho escravo, que inclui produtor de café do Triângulo Mineiro, as empresas anunciaram que vão investigar e suspender a relação comercial