A Repórter Brasil está sob censura judicial desde o dia 9 de outubro de 2015. Saiba mais.

Inscrições abertas para seminário contra o genocídio da juventude negra

O Comitê Contra o Genocídio da Juventude Preta, Pobre e Periférica promove, em 31 de agosto e 1º de setembro, seminário com o objetivo de denunciar as formas de violência, praticadas pelo Estado, que têm por alvo jovens negras e negros. O evento acontece em São Paulo (SP), na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente de São Paulo (Sintaema), próxima à estação Armênia do metrô (linha 1-azul). A entrada é gratuita e as inscrições podem ser feitas através do e-mail: [email protected] Entidades e ativistas de direitos humanos se encontram para denunciar e discutir ações racistas e discriminatórias estabelecidas em vários níveis institucionais no Brasil. O primeiro painel de discussões, “Estado, Racismo e Violência”, apresenta as relações históricas e políticas que compreendem o genocídio da população negra e moradora da periferia. Na sequência, o debate “Direitos Humanos no Estado de São Paulo” faz uma analise das políticas públicas de segurança que tratam como inimigo quem é pobre, negro e morador da periferia. Movimentos sociais são convidados a dar depoimentos sobre a rotina de atos da violência imbuída no Estado Brasileiro e explicar o histórico de violações praticadas contra a juventude negra e outras minorias. Além disso, artistas que dedicam sua obra à luta contra o racismo confirmam participação. Serviço SEMINÁRIO Contra o Genocídio da Juventude Preta, Pobre e Periférica 31/08 e 01/09 LOCAL: Sede do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente de São Paulo (Sintaema) ENDEREÇO: Av. Tiradentes, 1.323, nas proximidades da estação Armênia do metrô — São Paulo (SP) ENTRADA GRATUITA ORGANIZAÇÃO: Comitê Contra o Genocídio da Juventude Preta, Pobre e Periférica

Cartaz de divulgação do seminário, clique para ampliar

Cartaz de divulgação do seminário. Clique para ampliar

O Comitê Contra o Genocídio da Juventude Preta, Pobre e Periférica promove, em 31 de agosto e 1º de setembro, seminário com o objetivo de denunciar as formas de violência, praticadas pelo Estado, que têm por alvo jovens negras e negros. O evento acontece em São Paulo (SP), na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente de São Paulo (Sintaema), próxima à estação Armênia do metrô (linha 1-azul). A entrada é gratuita e as inscrições podem ser feitas através do e-mail: [email protected]

Entidades e ativistas de direitos humanos se encontram para denunciar e discutir ações racistas e discriminatórias estabelecidas em vários níveis institucionais no Brasil. O primeiro painel de discussões, “Estado, Racismo e Violência”, apresenta as relações históricas e políticas que compreendem o genocídio da população negra e moradora da periferia. Na sequência, o debate “Direitos Humanos no Estado de São Paulo” faz uma analise das políticas públicas de segurança que tratam como inimigo quem é pobre, negro e morador da periferia.

Movimentos sociais são convidados a dar depoimentos sobre a rotina de atos da violência imbuída no Estado Brasileiro e explicar o histórico de violações praticadas contra a juventude negra e outras minorias. Além disso, artistas que dedicam sua obra à luta contra o racismo confirmam participação.

Serviço
SEMINÁRIO Contra o Genocídio da Juventude Preta, Pobre e Periférica

31/08 e 01/09
LOCAL: Sede do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente de São Paulo (Sintaema)
ENDEREÇO: Av. Tiradentes, 1.323, nas proximidades da estação Armênia do metrô — São Paulo (SP)
ENTRADA GRATUITA
ORGANIZAÇÃO: Comitê Contra o Genocídio da Juventude Preta, Pobre e Periférica


Apoie a Repórter Brasil

saiba como

1 Comentário

  1. Eliane Rocha da Silva

    Bom dia!
    Gostaria de saber qual será o horário de início e término do Seminário contra o genocídio da juventude negra.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Notícias sobre Trabalho Escravo no Brasil.... - […] Inscrições abertas para seminário contra o genocídio da juventude negra Evento, promovido pelo Comitê Contra o Genocídio da…