Madeira ilegal

Presidente da Fundação Renova – responsável por recuperar danos ambientais em Mariana -, é denunciado por comércio ilegal de madeira

Educação por direitos

Projeto Escravo, nem pensar! é implementado 287 escolas no Tocantins e previne 181 mil pessoas do trabalho escravo

Quem ganha?

Empresas estrangeiras são maiores beneficiadas pelas aprovações de novos registros de agrotóxicos no governo Bolsonaro

Doenças no campo

Pesquisas apontam relação entre alto uso de agrotóxicos em áreas com casos de câncer infantil e malformação fetal no Mato Grosso

O 'baile da lama'

Relações entre políticos e mineradoras em festa de casamento (e fora dela). Convidados receberam doações do setor e afrouxaram fiscalização de barragens

Conflito centenário

Em novo episódio de um conflito que dura mais de 150 anos, família da ministra Tereza Cristina pede despejo de índios terena em fazenda no MS

Agrotóxicos na água

Substâncias que podem causar doenças graves estão na água que abastece as grandes cidades do Brasil. Consulte a sua

Íntegra da nota da Fundação Renova

Confira a resposta da Fundação Renova à reportagem ‘Presidente da Fundação Renova é denunciado pelo Ministério Público por comércio ilegal de madeira na Amazônia’

Presidente da Fundação Renova é denunciado pelo Ministério Público por comércio ilegal de madeira na Amazônia

Roberto Waack, diretor-presidente da Fundação Renova, organização responsável por reparar os danos do rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG), é um dos denunciados em ação do Ministério Público Federal por fraude em extração de madeira na Amazônia

Íntegra da nota da Amata

Confira a resposta da Amata à reportagem ‘Presidente da Fundação Renova é denunciado pelo Ministério Público por comércio ilegal de madeira na Amazônia’

Aprovações de agrotóxicos no governo Bolsonaro beneficiam empresas estrangeiras

Dos 166 registros de pesticidas liberados neste ano, apenas 5% são totalmente produzidos em solo nacional. Brasil é o maior importador de agrotóxico do mundo, segundo especialista

Íntegra da resposta da Nortox

Confira a resposta da Nortox à reportagem ‘Aprovações de agrotóxicos no governo Bolsonaro beneficiam empresas estrangeiras’

Íntegra da resposta do Ministério da Saúde

Leia a íntegra de nota enviada pelo Ministério da Saúde à nota ‘Sobre o mapa dos agrotóxicos na água’

Sobre o mapa dos agrotóxicos na água

Com dados do Ministério da Saúde, mapa revelou contaminação da água em todo o país. Apesar de ataques, a Repórter Brasil e a Agência Pública seguem investigando os agrotóxicos, tema de amplo interesse público devido à sua importância para a saúde, o meio ambiente e a economia

Slave labor found at second Starbucks-certified Brazilian coffee farm

In July 2018, Brazilian labor inspectors found six employees at the Cedro II farm in Minas Gerais state working in conditions analogous to slavery, including 17-hour shifts. The farm was later added to Brazil’s “Dirty List” of employers found to be utilizing slavery-like labor conditions

Íntegra da segunda nota da AgroSaber

Leia a íntegra de nota enviada pela Agrosaber, plataforma online que representa produtores rurais e fabricantes de agrotóxicos, à reportagem ‘Agrotóxicos podem ser a causa de casos de câncer e malformação?’

Agrotóxicos podem ser a causa de casos de câncer e malformação?

Essa é a pergunta estudada por pesquisadores do Brasil e do mundo. Casos envolvendo crianças no Mato Grosso, maior consumidor de agrotóxicos do país, chamam a atenção pela alta incidência de doenças nas regiões de maior produção agrícola

Há 15 anos vítima de trabalho escravo, trabalhador ainda foi usado para pegar empréstimo

Homem de 62 anos vivia parte do tempo embriagado para aguentar condições degradantes em fazenda de fumo no Rio Grande do Sul. Ele foi resgatado pelo Ministério da Economia há duas semanas do Dia do Trabalho.

Íntegra da nota da AgroSaber

Leia a íntegra de nota enviada pela Agrosaber, plataforma online que representa produtores rurais e fabricantes de agrotóxicos, à reportagem ‘Agrotóxicos podem ser a causa de casos de câncer e malformação?’

Famílias indígenas separadas por Itaipu

Hidrelétrica símbolo do regime militar desalojou indígenas e separou parentes no oeste do Paraná na década de 1960, em história nunca oficializada. Pela primeira vez, relatório do Ministério Público Federal confirma abusos e mostra como violações contra os indígenas perpetuam nos dias de hoje

Íntegra da nota da Itaipu

Confira a resposta da Itaipu à reportagem ‘Famílias indígenas separadas por Itaipu’

O ‘baile da lama’: as relações entre políticos e mineradoras em uma festa de casamento – e fora dela

A proximidade entre empresas mineradoras e políticos mineiros ficou explícita em casamento realizado há seis anos. Alguns dos convidados receberam doações das empresas do setor e participaram da elaboração de leis que reduziram critérios para fiscalização das barragens

Íntegra das respostas de Fernando Pimentel

Confira a resposta do ex-governador Fernando Pimentel (PT) à reportagem “O ‘baile da lama’: as relações entre políticos e mineradoras em uma festa de casamento – e fora dela”.

Disputa judicial acirra conflito por terras entre índios terena e família da ministra Tereza Cristina

Justiça determinou reintegração de posse e pediu despejo da comunidade indígena em março, mas decisão foi derrubada. Família de Tereza Cristina domina política e Justiça no Estado, o que dificulta a resolução do conflito, que já dura 150 anos

Rascunho automático

teste

Teste de agendamento hgdhgdhgdhgdhgdhgdhgd

teste de agendamento padrão O estudo sobre as tendências econômicas e do capitalismo de plataformas de Srnick, observa o efeito da tecnologia digital no capitalismo e o surgimento de um novo modelo de negócios por meio de “infraestruturas digitais” o que ele passa a...

A lama que queima: compradora de minério da Vale faz vítimas no interior do Maranhão

Usina Gusa Nordeste, que processa minério de ferro da Vale, descarta resíduo incandescente próximo a comunidade no Maranhão. Vinte anos após a morte de uma criança por conta da lama que queima, o problema continua: moradores seguem sofrendo queimaduras graves

Repórter Brasil

por | abr 21, 2015

Moda livre

Amissima e outras 37 marcas que utilizaram mão de obra análoga à escravidão estão no aplicativo Moda Livre, disponível no Google Play e na Apple Store

Viúva do agrotóxico

Multinacional é condenada por morte de trabalhador contaminado em fazenda no Ceará. Leia no especial Por trás do alimento

Cruzada bolsonarista

Sucessor de Dorothy Stang, padre Amaro, é alvo de campanha acusatória promovida por madeireiro que foi cabo eleitoral de Bolsonaro

Ameaça de despejo

Usina que deu calote trabalhista tenta retomar terra ocupada por ex-trabalhadores. Há 20 anos, 450 famílias cultivam café e produtos orgânicos

Educação e direitos

Projeto Escravo, nem pensar! previne 105 mil pessoas do trabalho escravo no Tocantins

Polícia ruralista

Balas de borracha e casas queimadas. Como a polícia age, a favor dos interesses de fazendeiros, contra os Guarani e Kaiowá no Mato Grosso do Sul

Publicações

Baixe dezenas de relatórios, cartilhas e livros desenvolvidos pela Repórter Brasil sobre impactos sociais, trabalhistas e ambientais

Cortes na saúde

Farmácia Popular deixa de atender 7 milhões de pessoas em 2 anos

Terra em chamas

Usina Gusa Nordeste descarta resíduo incandescente e faz vítimas no interior do MA

Caminhada pela liberdade

Mais de 2 mil pessoas saíram às ruas no Maranhão contra o trabalho escravo

15 anos de escravidão

Trabalhador não recebia salário e dormia perto do forno onde queimava o fumo

Guarani x Itaipu

Hidrelétrica desalojou indígenas e separou parentes no Paraná na década de 1960

ENP!: Prevenção

Programa Escravo, nem pensar! previne mais de 227 mil pessoas do trabalho escravo no MA

'A culpa é dos agricultores'

Para Tereza Cristina, intoxicação por agrotóxicos é a falta de preparo dos trabalhadores

Pelo fim da pobreza

Sob a mira da reforma da Previdência, BPC tira 2 milhões de idosos brasileiros da miséria

Ataque químico

Sem-terras denunciam fazenda de Daniel Dantas por jogar o agrotóxico sobre acampados

Milícia armada

Ex-pistoleiro fala sobre funcionamento da UDR, entidade comandada por Nabhan Garcia

Trabalho escravo no café

Nespresso e Starbucks compraram café de fazenda flagrada com o crime

Sonho interrompido

Criticada pelo governo, metodologia Paulo Freire revolucionou povoado no sertão

Suspendeu novamente

Governo Bolsonaro suspende a reforma agrária pela segunda vez neste ano

'Guerra étnica' no Pará

Assassinato de quilombola, intimidações e manobras políticas marcam expansão da soja

Jornada pela liberdade

A busca pelo filho levou Dona Pureza a se deparar e denunciar o trabalho escravo no Brasil

Reunião secreta

Vale ditou regras para simplificar licenciamento ambiental em Minas Gerais

'Bancada da bula'

Indústria farmacêutica doa R$ 13 milhões e amplia lobby no Congresso

Liberou geral

Enquanto Funai sofre desmonte, índios se defendem com as próprias mãos

Doadores 'ficha suja'

Um quarto do novo Congresso recebeu R$ 8,3 milhões de desmatadores ou escravagistas

Danone e Nestlé

Empresas são corresponsabilizadas por trabalho escravo na venda de iogurtes perto da validade

Sem votos, mas no poder

Deputados ruralistas rejeitados nas urnas voltam ao poder no  governo Bolsonaro

Seções

Prêmios e homenagens

Em mais de uma década de atuação, a Repórter Brasil teve seu trabalho reconhecido por alguns dos principais prêmios do país

Guia para jornalistas

Confira informações fundamentais para a cobertura jornalística do trabalho escravo no Brasil

Assine a newsletter

Receba as investigações da agência de jornalismo da Repórter Brasil no seu e-mail. O cadastro é rápido e gratuito

Apoie a Repórter Brasil